terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Meu mar sou ...






Eu meu mar sou,
Jogo palavras d'cá
D'dentro nele e dou do mar 
Só a solidão q'vem

De dentro dele, na
Rede de armar,
A Ver-o-mar vou d'anzol
Se no mar houver d'isto,

Sou eu esse quem d'mar 
S'veste, se jogo isco e
Palavras d'mim dentro dele,
Me devolve do mar sede

E a paixão d'ser ele, mar só
Mar sou, peixe certo ou
Do mais cru e profundo
Que a solidão serve

Neste frio mundo,
Eu meu mar vou
Do sabor a sal, ao meu
Mal de ter gaviotas

Na língua de falar,
Areia no que penso
Ser o peito mudo,
O que do mar é mar

É meu e sou e só mar eu,
Sinto meu o mar e o voo,o sal
É raso, mar tud'isto, tudo
Todo sal mar e eu mar sal,

Eu mar só, mar sou dono,
Dono o mar da dor só, o dom ao mar
Doei eu, ou ele o meu
Me deu...só meu.



Joel Matos (12/2016)
http://joel-matos.blogspot.com

Sem comentários:

Às vezes

Às vezes, o que resta na mão nos foge, Tal e qual como num livro a palavra fim, Sinto um vidro fosco ente mim e essa luz Que ...