sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Iemanjá Rainha





De terra quero o perfume raso,
Familiar e chão no entanto pó dos
Lugares largos e comuns, cheiros
A barro d'onde vêm os sonhos bons

Da terra. Quero o meu sentir, só ele
Argumenta o que penso e conheço
Dos perfumes que estão mais perto
De mim, assim o cheiro a sal e menta,

A flor de laranjeira e romã e rosas,
De terra quero o perfume a fruta
Fresca,a tília e a ti. Porosa tu és,
Teu cheiro poderoso em mim

Só ele aumenta a sensação de estar
Perto e respirar o que não tenho
Tão certo eu assim de durar no ar
Que respiro, o prazer de teu odor

A mar e fonte. Da terra quero
O perfume de vida que certo eu
Suponho sendo, vindo do teu corpo,
Poderia ter na Terra o ar, cheiro

Suposto de Iemanjá Rainha, mar,
Sol-posto, menta, todavia poroso
Será sendo teu, Orixá de longo cabelo,
Rosto de Terra-Mãe, nosso chão-

-Mar...


Joel Matos (01/2016)
http://joel-matos.blogspot.com

Sem comentários:

Às vezes

Às vezes, o que resta na mão nos foge, Tal e qual como num livro a palavra fim, Sinto um vidro fosco ente mim e essa luz Que me ...